HEAD_L Higher Education Alliance for Development

Aliança do Ensino Superior para o Desenvolvimento da Educação, Formação e Investigação no Espaço Lusófono

O projeto HEAD_L - "Aliança do Ensino Superior para o Desenvolvimento da Educação, Formação e Investigação no Espaço Lusófono" foi um dos projetos aprovados no âmbito dos programas "Impulso Jovens STEAM" e "Impulso Adultos" do PRR 2021-Plano de Recuperação e Resiliência tendo obtido um incentivo de mais de 7,5 milhões de euros.

O projeto irá ser executado nos próximos 4 anos e promete transformar todas as instituições envolvidas no consórcio liderado pela Universidade Lusófona.

Bolsas de Formação

Atribuição de bolsas no âmbito do projeto HEAD_L - "Aliança do Ensino Superior para o Desenvolvimento da Educação, Formação e Investigação no Espaço Lusófono", Programa Impulso, PRR 2021-Plano de Recuperação e Resiliência está devidamente regulamentada de acordo com a sua tipologia e programa.

Âmbito

As medidas/bolsas são aplicadas a estudantes matriculados nas instituições de ensino superior outorgantes deste Regulamento e inscritos em cursos técnicos superiores profissionais, licenciaturas, mestrados integrados ou mestrados, pós-graduações e micro-credenciais abrangidos pelos programas:

Impulso Jovens Steam

(Science, Technology Engineering, Arts and Mathmetics), áreas de ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemáticas.

Impulso Adultos

Para efeitos deste regulamento consideram-se jovens aqueles que têm até 23 anos de idade e adultos os que têm mais de 23 anos.

Datas de Candidatura 2021 e 2022

  • Período de abertura de candidaturas:
    De 4 de julho a 12 de agosto de 2022
  • Divulgação dos resultados:
    9 de setembro de 2022
  • Período para reclamação:
    12 a 23 de setembro 2022
  • Afixação dos resultados finais:
    30 de setembro de 2022
2021

Dado o PRR ter iniciado em 2021 estão abertas candidaturas as bolsas PRR 2021 para os cursos indicados.

2022

Os valores das bolsas atribuídas para o ano 2022 serão disponibilizados em janeiro de 2023 após validação da inscrição e matrícula dos estudantes a 31 de dezembro de 2022.

Nota: As candidaturas são realizadas condicionalmente e a atribuição da bolsa obriga para além do cumprimento dos critérios próprios de elegibilidade a que os alunos estejam matriculados/inscritos numa das instituições outorgantes/cursos constantes deste regulamento, a 31 de dezembro do ano da atribuição da bolsa.

Realizar Candidatura

Lista de Cursos

Lista de cursos com direito a bolsas de inclusão, bolsas para estudantes internacionais e bolsas de mérito.

2021
2022

Número de Bolsas a Atribuir

O número de bolsas a atribuir por programa e tipologia Impulso Jovens e Impulso Adultos é definida anualmente.

Bolsas a atribuir em 2021 Bolsas a atribuir em 2022

FAQs

O que são os Programas “Impulso Jovens STEAM” e “Impulso Adultos”?

No âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e alinhado com os trabalhos desenvolvidos no âmbito das iniciativas “University without Walls” (EUA-European University Assotiation) e “Skills 4 pós-Covid - Competências para o Futuro” (“Labour Market Relevance and Outcomes – LMRO”, OCDE e Comissão Europeia), foi definido um conjunto de reformas e investimentos que contribuem para o aumento da participação dos jovens no ensino superior, a graduação da população e o aumento da investigação e desenvolvimento em Portugal, reforçando o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.

Neste contexto, os programas «Impulso Jovens STEAM» e «Impulso Adultos» visam apoiar iniciativas a desenvolver por instituições de ensino superior (IES), em parceria ou consórcio com empresas, empregadores públicos e/ou privados e incluindo autarquias e entidades públicas locais, regionais e nacionais:

O «Impulso Jovens STEAM», tem por objetivo promover e apoiar iniciativas orientadas exclusivamente para aumentar a graduação superior de jovens em áreas de ciências, tecnologias, engenharias, artes e matemática (STEAM- Science, Technology, Engineering, Arts and Mathmetics), através da oferta de licenciaturas e outras formações iniciais de âmbito superior.

O «Impulso Adultos» tem por objetivo apoiar a conversão e atualização de competências de adultos ativos, através de formações de curta duração no ensino superior, de nível inicial e de pós-graduação, em todas as áreas do conhecimento, assim como a formação ao longo da vida.

Porque devemos fazer formação ao Longo da Vida?

Formar para responder ao mercado de trabalho

A educação formal desempenha um papel fundamental no desenvolvimento pessoal, académico e profissional.  No entanto, as exigências atuais determinam que a formação não seja restrita no tempo e se estenda ao longo da vida.

A Formação ao Longo da Vida tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento do saber, a disseminação de conhecimentos e a criação de um ambiente de ensino-aprendizagem ajustado às diversas necessidades inerentes ao mercado de trabalho e à sociedade.

Existe a necessidade de adaptar a oferta formativa através da criação e adaptação de uma variedade de cursos e formações que procuram dar resposta às exigências e necessidades que poderão aparecer ao longo da vida.

O processo de aprendizagem é um processo contínuo e também extensível a todos os períodos da vida, totalmente disponibilizado independentemente das habilitações literárias.

Porque devemos fazer formação ao longo da vida?

A Formação ao Longo da Vida detém um papel fulcral na atualização permanente de conhecimentos e competências exigida pelo contínuo progresso científico e tecnológico e pelas consequências diretas no progresso na sociedade e no mercado de trabalho.

A Formação ao Longo da Vida permite ao indivíduo dar continuidade à formação, em qualquer fase da sua vida. Além da vertente de atualização de conhecimentos e competências, esta também pode assumir o papel de desenvolvimento e reconhecimento de competências novas exigidas nos diversos contextos de vida do indivíduo, procurando dar resposta às necessidades especificas de cada um destes individuos interessados em expandir os seus conhecimentos, aptidões e competências.

O mercado de trabaho cada vez mais especializado, exige Formação ao Longo da Vida sendo esta benéfica para todo e qualquer individuo que pretenda desenvolver novas aptidões e competências a nivel académico, profissional e pessoal.

Sabe o que são micro-credenciais?

Uma micro-credencial é uma qualificação que atesta os resultados de aprendizagem obtidos através de um curso ou módulo curto e avaliado de forma transparente. As micro-credenciais podem ser obtidas através de cursos ministrados em regime presencial, online ou num formato misto (https://education.ec.europa.eu/pt-pt/uma-abordagem-europeia-das-microcredenciais).

Os cursos que conduzem a micro-credenciais são concebidos para fornecer ao aprendente conhecimentos, aptidões e competências específicas que respondem à sociedade, necessidades pessoais, culturais ou do mercado de trabalho.

As micro-credenciais são propriedade do aprendente. Podem ser autónomas ou combinadas em credenciais maiores. São sustentadas pela garantia de qualidade.

A filosofia que está na base desta prática é a de aprendizagem ao longo da vida, em que os cidadãos poderão, através destas qualificações, encontrar novas oportunidades de crescimento. 

Como surgem as micro-credenciais?

As micro-credenciais surgem num contexto de mercado de trabalho em rápida mudança, com um número crescente de pessoas que sentem a necessidade de atualizar os seus conhecimentos e competências para preencherem lacunas entre a educação formal e as necessidades atuais.
Além disso, a transformação digital acelerou mais este ritmo de mudança e de necessidade de auto-atualização. Por parte da comunidade, existiu a identificação de uma oferta insuficiente de formações, o que fez com que as instituições desenhassem ofertas que permitam aos indivíduos adaptar-se melhor ao mercado, especificamente através de uma requalificação contínua.
A nível social, estas formações não só contribuem para obtenção de resiliência, justiça social e prosperidade, mas também para um desenvolvimento dos mercados de trabalho e da qualidade dos empregos, já que estes estão constantemente a atravessar um processo de atualização e renovação e as exigências profissionais são crescentes.

Quais são as mais valias ao fazer cursos (micro- credenciais)

O aluno/formando não tem restrições para se inscrever, independentemente da sua idade e da formação anterior (ou inexistência da mesma). Os resultados da aprendizagem são vistos como um processo contínuo que é valorizado na inclusão no mercado de trabalho, capacitando os individuos com formações e skills personalizadas.

  • As micro-credenciais, têm vindo a ser apontadas para desempenhar um forte papel a complementar os diplomas já obtidos no ensino superior ou inexistência de diplomas, criando percursos distintos, mais flexíveis e oferecendo soluções atractivas para uma requalificação adequada às necessidades do mercado de trabalho.
  • Permitir que os indivíduos adquiram os conhecimentos, aptidões e competências de que necessitam para prosperar num mercado de trabalho e sociedade em evolução, e para beneficiar plenamente de uma recuperação socialmente justa e de transições justas para a economia verde e digital.
  • Promover a inclusão e a igualdade de oportunidades.

Que Tipologias de formação podemos encontrar nas micro-credenciais

As micro-credenciais, podem, dependendo da área de formação, apresentar-se como:

  • cursos livres
  • workshops
  • módulos
  • cursos de especialização
  • pós-graduações

As micro-credenciais referem-se a uma certificação da aprendizagem, sendo que esta certificação pode acumular-se numa credencial maior, fazer parte de um conjunto que demonstre a prova de aprendizagem dos indivíduos num determinado tema.

Quais são as vantagens profissionais e académicas das micro-credenciais?

Profissionalmente quais são as vantagens de fazer estas formações?

As micro-credenciais podem ser particularmente úteis para as pessoas que pretendam:

Forma flexível e direcionada de ajudar as pessoas a desenvolver os conhecimentos e competências de que necessitam.

Na vertente académica podem entrar no suplemento ao diploma?

O Suplemento ao Diploma é um documento conferido na conclusão de um programa de estudos, com informações relativas aos objetivos do programa, bem como à instituição que o conferiu, não servindo como prova de habilitações literárias.

Como as micro‐credenciais são reconhecidas para fins académicos ou laborais, sendo que também o são para fins de uma eventual oferta de um amplo grau de aprendizagem, válido não só em Portugal mas também na restante União Europeia, de facto, na vertente académica, as micro-credenciais entram no Suplemento ao Diploma.

  • Início
  • HEAD-L Higher Education Alliance for Development