Sustentabilidade

  • Visão Estratégica

    O nosso objetivo enquanto Instituições de ensino e ligação à comunidade é tornar cada um dos nossos campus UM SÍTIO + SUSTENTÁVEL.

    E o nosso lema é: "O maior de todos os erros é não fazer nada só porque se pode fazer pouco. Faça o que lhe for possível. " Sydney Smith

    O desenvolvimento sustentável deixou de ser uma preocupação com o “futuro” e passou a ser um desafio à escala global do “hoje” e do “agora”.

    Conscientes do papel que as instituições de ensino e a educação têm na concretização de uma agenda mundial para a sustentabilidade, o Ensino Lusófona engloba, na visão e desenvolvimento estratégico de cada uma das suas instituições, um compromisso real assente em modelos de gestão ambiental, social e eticamente responsáveis, a serem implementados por cada uma das suas instituições de acordo com a legislação dos países onde se inserem.

    Acreditamos nos benefícios da aplicação de modelos de gestão social, ética e ambientalmente responsáveis que potenciem os mais elevados padrões de ecoeficiência, protejam o ambiente e preservem os recursos naturais.

    Temos como objetivo promover a diferenciação e a excelência através da criação de um clima interno benéfico à aprendizagem, inovação, eficácia, competência e melhoria contínua do nosso desempenho a nível nacional e internacional.

    O NOSSO COMPROMISSO

    Acreditamos que o nosso compromisso e a nossa visão e estratégia de sustentabilidade constituem um garante no desenvolvimento adaptado a todas as comunidades onde o Ensino Lusófona exerce atividade, particularmente nas áreas educativas, formativas, sociais, culturais e ambientais.

    É nossa convicção, que em estreita relação com os nossos stakeholders, podemos contribuir para a sustentabilidade do crescimento económico, educação, coesão social e proteção do ambiente assegurando a qualidade de vida das sociedades atuais e das gerações futuras.

    Queremos tornar o mundo um SÍTIO + SUSTENTÁVEL…

  • Responsabilidade Social

    O Programa de Responsabilidade Social Ensino Lusófona tem como objetivo principal dar expressão à Visão, aos Valores e ao Compromisso Estratégico que cada instituição, integrante do projeto Ensino Lusófona, definiu para um desenvolvimento sustentável.

    Sendo o Ensino a nossa principal área de intervenção, o apoio ao desenvolvimento social, educativo, cultural e ambiental das comunidades onde se inserem, as instituições Ensino Lusófona reforçam o relacionamento com todos os stakeholders numa interligação ativa entre cidadãos e empresas.

    O Programa de Responsabilidade Social encontra-se estruturado de acordo com as orientações estratégicas de cada Instituição de Ensino e está dividido em:

    Benefícios educacionais para Estudantes

    O Regulamento de Ação Social tem como objetivo definir as regras de concessão de benefícios educacionais aos estudantes inscritos nas várias instituições Ensino Lusófona. Entende-se por benefícios educacionais uma redução do valor anual das propinas, proporcionada aos alunos, familiares de alunos e de trabalhadores do Ensino Lusófona, ex-alunos inscritos em cursos de Doutoramento, alunos provenientes de estabelecimentos de ensino não superior pertencentes ao Ensino Lusófona, entre outros.

    Estes benefícios estão, até à data, orientados para as instituições de ensino em Portugal estando aos poucos a serem implementados nas IES fora de Portugal.

    Bolsas de Estudo

    As Instituições de Ensino Lusófona possuem vários programas de bolsas de excelência e mérito que premeiam os melhores alunos que ingressam nas nossas IES, os nossos estudantes que querem progredir nos seus estudos, os nossos melhores estudantes que frequentam os nossos cursos de licenciatura e mestrado e todos os estudantes que ingressam os cursos de doutoramento.

    Bolsas para Estudantes dos Países CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

    Os benefícios educacionais concedidos aos estudantes provenientes dos países da Comunidade de Língua Portuguesa integram o programa de apoio Institucional dedicado a formação e capacitação de recursos humanos, altamente qualificados, para os Estados-Membros a fim de contribuir para o desenvolvimento dos países e povos lusófonos, nos diversos domínios.

    Neste sentido, o "Ensino Lusófona" procura cumprir a sua missão e atribui anualmente bolsas de apoio aos estudantes dos países da CPLP, sob a forma de redução do valor anual da propina, garantindo, assim, o apoio necessário a estes jovens para a frequência e conclusão do ensino superior.

    Os programas de bolsas e benefícios educacionais disponíveis podem ser consultados no site de cada instituição.

    Plano de Género e Diversidade para os Estabelecimentos de Ensino Lusófona em Portugal

    Considerando os objetivos de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, com o especial realce para o objetivo 5 – Igualdade de Género e para as metas nesse âmbito formuladas foi estabelecido um Plano de Género e Diversidade para os Estabelecimentos de Ensino Lusófona em Portugal 2021-2027

    Ler o plano na integra

  • Responsabilidade Ambiental

    No cumprimento da nossa visão estratégica de sustentabilidade as instituições Ensino Lusófona têm vindo a incentivar a mudança de atitudes e comportamentos de todos os que intervêm diariamente na vida da instituição, tomando elas próprias pequenas medidas de incentivo à reciclagem, à redução, à responsabilização, à recusa e ao respeito pelo outro e pelo ambiente.

    O projeto piloto foi desenvolvido no Campus da Universidade Lusófona de Lisboa com:

    • A utilização de Energias Renováveis- Painéis Fotovoltaicos
      Em linha com a política ambiental que a Universidade Lusófona tem adotado, foram instalados no Campus painéis fotovoltaicos de forma a contribuir para a produção de energia elétrica.
      A central fotovoltaica, UPAC (unidade de produção para autoconsumo) garantirá uma produção estimada de 30% das necessidades do campus (produção anual de 400.000 kW para um consumo total de 1.400.000kW) reduzindo assim a nossa pegada ecológica através da redução da emissão de carbono.
    • Mobilidade Elétrica
      A Universidade é central a toda a rede de transportes públicos, está no centro do projeto mobilidade elétrica e ecológica da cidade de Lisboa e já tem a funcionar dois postos de carregamento rápido de veículos elétricos com ligação à rede MOBI.E
    • Reciclagem _ Sensibilização sobre Separação de Resíduos
      Colocação de unidades de reciclagem por todo o campus da universidade acompanhados por ações formativas de como proceder à separação correta de resíduos.  
    • Uso de Garrafas de vidro outros de igual durabilidade
      Com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, que ofereceu as garrafas, a Universidade deixou de utilizar garrafas e copos de plástico em conferências, defesas de teses e dissertações e ofereceu aos colaboradores garrafas reutilizáveis. Foram ainda colocados no campus bebedouros.
    • "Relamping" - Ação de sensibilização sobre poupança energética
      O procedimento "relamping" consiste essencialmente na substituição das lâmpadas fluorescentes, mantendo o candeeiro original, por lâmpadas com tecnologia LED (Light Emitting Diode) de maior durabilidade, contribuindo assim para uma redução efetiva de aproximadamente 90% no consumo total de energia.
    • Horta Biológica
      O projeto irá ser desenvolvido em duas fases, a 1ª fase de revitalização com a criação de dois canteiros em madeira rústica construídos pela equipa de manutenção da Universidade, onde foram cultivadas ervas aromáticas e legumes. A 2ª fase será a revitalização da restante área, com a plantação de mais espécies de aromáticas e legumes. Esta horta pretende ser um local de estudo e exploração das diversas características e aplicações das plantas para desenvolvimento de futuros projetos com alunos em diversas disciplinas da faculdade.
  • Projectos e Iniciativas

    Enquanto projeto educativo tendo com grande área de intervenção o ensino e formação, as instituições de Ensino Lusófona, principalmente em Portugal, agregam projetos de investigação nacionais e internacionais únicos por instituição ou em consórcio e estão integrados num Instituto para a Investigação, o ILIND- Instituto Lusófono para o Desenvolvimento e Investigação.

    Atualmente o ILIND agrega 13 centros/unidades de investigação com equipas dedicadas os vários projetos em execução e que apostam na cooperação internacional e no estabelecimento de parcerias estratégicas.

    Em 2021 as IES privadas, Ensino Lusófona foram as que tiveram mais projetos aprovados, pela FCT e maior financiamento atribuído!

    Ainda em 2021 a Universidade Lusófona torna-se a instituição portuguesa com maior número de cursos Erasmus Mundus com a aprovação de quatro novos mestrados Erasmus Mundus.

    A Universidade Lusófona de Lisboa está envolvida num projeto europeu inovador, o FILMEU, cujo principal objetivo do FILMEU é implantar uma Universidade Europeia de excelência focada nas áreas de Cinema e Artes Media.

  • Protocolos e Parcerias

    Cumprindo o objetivo da “Educação para todos” o Ensino Lusófona Portugal tem prosseguido a sua política de atribuição de descontos aos estudantes inscritos nos seus estabelecimentos de ensino, e que façam parte de instituições públicas, empresas, associações sindicais, profissionais, ou culturais, com as quais celebrou protocolos de colaboração.

    Ver todos

  • Ética de conduta Organizacional

    As Instituições Ensino Lusófona integram na sua grande maioria, principalmente em Portugal, comissões de ética. As que não possuem comissões de ética integram outros órgãos como a “ouvidoria” ou “Provedoria” que fazem cumprir questões de incumprimento social e comportamento irregulares.

    A Presidente da Comissão de Ética da Universidade Lusófona, Ana Benavente, diz-nos que …” Ética vem do grego "ethos" e significa o conjunto de valores que orientam o comportamento das pessoas na sociedade. É fundamental para o bem-estar social em todos os domínios: pessoal, familiar, social e profissional.

    Na Educação e, especificamente no meio académico, a Ética é transversal às atividades de formação, de investigação e de lazer, a todos os espaços académicos, formais e informais e a todas as relações, das de docentes e alunos, aos serviços académicos e às relações entre pares…”

    Código de ética da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

    Código de ética da Universidade Lusófona do Porto

  • Plano de Género e Diversidade

    Premissa

    Em linha com o Artigo 8º do Tratado sobre o funcionamento da União Europeia que define que «Na realização de todas as suas ações, a União terá por objetivo eliminar as desigualdades e promover a igualdade entre homens e mulheres.» e em conformidade com os objetivos fixados na agenda europeia/Horizonte Europa e na Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável, designadamente nas áreas de Educação de Qualidade (Objetivo 4), Igualdade de Género (Objetivo 5) e Redução das Desigualdades (Objetivo 10) e promoção de um impacto social consistente, não esquecendo igualmente as diretrizes da Estratégia Nacional para a Igualdade e a Não-Discriminação 2018-2030, estabelecida por Resolução do Conselho de Ministros nº 61/2018, do 3 em linha - Programa para a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar 2018-2019, e da Lei n.º 134/99, de 28 de Agosto que institui o regime jurídico da prevenção, proibição e do Combate à Discriminação.

    As entidades instituidoras das Instituições de Ensino Lusófona promoveram todas as diligências necessárias para a elaboração de um Plano de Género e Diversidade dos Estabelecimentos Ensino Lusófona, bem como desenvolver um conjunto de iniciativas que têm como objetivo lançar os alicerces para a criação de uma comunidade Lusófona, científica e académica ativa nestas dimensões, e que se cruzem com os valores europeus e internacionais de promoção e incentivo à implementação de práticas de igualdade de oportunidades, equidade de género e diversidade na área da ciência e do Ensino Superior.

    Eixos de análise e Intervenção

    A COFAC tem desenvolvido ao longo dos anos um conjunto de atividades, desde a criação de infraestruturas de apoio, por exemplo à família, até à implementação de projetos de investigação e também de práticas educativas inclusivas. Este Plano tem como objetivo reforçar estes passos dados e também propor a criação de novas e diferenciadas respostas em linha com as manifestações de carência evidenciadas pelos principais stakeholders.

    Assim, o foco de intervenção no âmbito da construção e adoção do Plano de Género e Diversidade para as entidades de ensino superior do Ensino Lusófona Lusófona abrange cinco eixos identificados como prioritários e centrais, a nível nacional, europeu e internacional:

    • A Equilíbrio entre a vida pessoal, familiar, profissional e a cultura organizacional
    • B Equilíbrio de género/diversidade nas lideranças e tomada de decisões
    • C Igualdade de género/diversidade no recrutamento e progressão na carreira
    • D Integração da dimensão do género/diversidade na investigação e inovação
    • E Medidas contra o preconceito, desigualdades de género e assédio(s)

    Estratégia de implementação do Plano

    O primeiro Plano de Género e Diversidade dos Estabelecimentos Ensino Lusófona (2021-2027) parte do diagnóstico da instituição e constitui um marco fulcral para a promoção da equidade de género e diversidade. Este assenta nos cinco eixos, referenciados no Plano de Género e Diversidade, considerados prioritários em termos de compromissos a assumir neste campo.

    Descrição e Cronograma de medidas a implementar na promoção da igualdade de género e diversidade

    • A Equilíbrio entre a vida pessoal, familiar, profissional e a cultura organizacional
      Ações Medidas Serviços Envolvidos Meta
      Promover a conciliação da
      vida profissional com a vida
      familiar e pessoal das trabalhadoras e trabalhadores
      Criar e implementar um processo interno de adoção de medidas tais como o trabalho à distância ou teletrabalho e horários flexíveis sempre que as tarefas a executar assim o permitam, nomeadamente em casos em que os trabalhadores têm descendentes menores ou ascendentes a seu cargo Direção Recursos Humanos e Administração Final 2022
      Sensibilizar para a divisão entre a esfera profissional e a esfera privada Divulgar, em local apropriado
      e acessível, informação
      relativa aos direitos e
      deveres dos trabalhadores nomeadamente o direito de desligar aos fins de semana, feriados e outros momentos não laborais, a não obrigatoriedade de comunicações laborais fora do horário de expediente, salvo em casos de comprovada urgência, e ao desconectar digital.
      Direção Recursos Humanos e todas as Direções de serviço e Unidades Orgânicas 1º semestre 2022
      Proteger e promover políticas de parentalidade Criar e implementar um processo interno de adoção de medidas que possibilitem a redução dos objetivos de produtividade por motivo de parentalidade Direção Recursos Humanos e Administração 1º semestre 2022
      Promoção do Acesso a benefícios Educacionais pelos familiares de Docentes, Pessoal não Docente e Estudantes Divulgar, em local apropriado
      e acessível, informação
      relativa para que estudantes, pessoal docente e pessoal não docente das Instituições de Ensino tenham acesso a benefícios nos valores das mensalidades para dependentes menores nas infraestruturas educativas de apoio existentes no Grupo ou, na sua ausência, a promoção de protocolos de cooperação em entidades geograficamente próximas que assegurem, igualmente, essa redução de encargos mensais.
      Direção Recursos Humanos e Direção de Marketing 1º semestre 2022
      Salvaguarda da precariedade laboral Mantendo uma política de recrutamento assente em ofertas dignificantes e uma política salarial que garante ver supridas as necessidades básicas do agregado familiar. Direção Recursos Humanos e Administração 1º semestre 2022
      Assegurar o contínuo envolvimento da comunidade académico no processo de melhoria destes indicadores Auscultação periódica das necessidades sentidas pelos membros da comunidade académica. Serviço de Gestão da Qualidade, Direção Recursos Humanos e Direção de Marketing 1º semestre 2022
    • B Equilíbrio de género/diversidade nas lideranças e tomada de decisões
      Ações Medidas Serviços Envolvidos Meta
      Assegurar, sempre que possível, a representatividade de género e de outras pertenças identitárias nas lideranças Criar e implementar um processo interno de adoção de medidas que procurem assegurar de forma continuada uma representação equilibrada em termos de género e outras pertenças identitárias nas estruturas de liderança, e outras esferas de tomada de decisão. Direção Recursos Humanos e Administração Final 2022
      Assegurar que o plano de
      formação promove as questões da Igualdade de género e Diversidade
      Incluir no plano de formação
      temas que permitam a sensibilização dos trabalhadores e chefias para estas temáticas
      Direção Recursos Humanos e Administração Final 2022
      Promover ações de formação sobre boas práticas para igualdade de género e diversidade em contexto laboral e académico Incluir módulos de formação obrigatórios para membros de estruturas de liderança e outras esferas de tomada de decisão
      que permitam incrementar as capacidades de gestão em matéria de Igualdade e Diversidade, nomeadamente nos momentos de avaliação de desempenho, revisão salarial e progressão de carreira,
      contribuindo para que não
      aconteçam enviesamentos inconscientes nestas ocasiões
      Direção Recursos Humanos, Reitorias/administrações e Direções Unidades Orgânicas Final 2022
    • C Igualdade de género/diversidade no recrutamento e progressão na carreira
      Ações Medidas Serviços Envolvidos Meta
      Garantir o principio da igualdade e não discriminação no acesso ao emprego Criar e implementar um procedimento interno de
      Recrutamento e Seleção que inclua regras de desagregação por sexo de acordo com os elementos
      identificados no Código do Trabalho
      Direção Recursos Humanos e Administração Final 2022
      Garantir um processo de Recrutamento e Seleção coerente com os princípios de
      Não discriminação entre homens e mulheres e de princípios de equidade
      Elaborar orientações internas
      no sentido de ser garantida, sempre que possível, equidade na representação de género e outras pertenças identitárias nas equipas e que os processos de recrutamento e seleção procurem dotar as chefias/administração candidata equilibrada em termos de representatividade de género e outras pertenças identitárias e, idealmente com mais candidatos do género menos representativo na função em questão, desde que haja candidatos com qualificações adequadas
      Direção Recursos Humanos Final 2022
      Dotar a instituição de critérios de promoção e progressão na carreira que garantam a igualdade de género e diversidade. Criar e implementar um procedimento interno de
      promoção e progressão na carreira que tenha em consideração a proteção da parentalidade e do apoio familiar a ascendentes dependentes
      Direção Recursos Humanos e Administração Final 2022
      Apoio a iniciativas que visem a intercooperação entre os diferentes atores da comunidade académica Promover e apoiar a formação de grupos informais de apoio mútuo para profissionais em início de carreira e de grupos minoritários (estruturas informais de apoio, feedback, e networking). ILIND, Reitorias e Administrações das IES  
    • D Integração da dimensão do género/diversidade na investigação e inovação
      Ações Medidas Serviços Envolvidos Meta
      Incluir o temas da Inclusão e da Diversidade na agenda de formação e de investigação das Instituições de Ensino do Grupo Avaliar a criação de uma UC transversal ou de várias que pudessem ser oferecidas anualmente a estudantes em matéria de inclusão e diversidade Reitorias, Direções de Unidade orgânica e DGPA Final 2022
      Dotar a instituição de critérios de majoração em projetos de investigação que garantam a igualdade de género e diversidade. Criar e implementar um procedimento interno de
      Majoração dos critérios de atribuição de financiamento interno a propostas de projetos de investigação que promovam a inclusão da dimensão de género e diversidade nos projetos de investigação
      ILIND e Centros de Investigação Final 2022
      Aumentar o espólio cientifico das Instituições em matéria de Inclusão e Diversidade Promover o aumentar do número de projetos, publicações e eventos científicos que incluam de forma aprofundada as temáticas do género e da diversidade. ILIND e Centros de Investigação Final 2022
      Promover o estabelecimento de prémios e distinções para investigação nas áreas da igualdade de género e diversidade (incluindo estudantes de mestrado e doutoramento). ILIND e Centros de Investigação Final 2022
    • E Medidas contra o preconceito, desigualdades de género e assédio(s)
      Ações Medidas Serviços Envolvidos Meta
      Prevenir e combater o assédio no
      Trabalho e no contexto letivo
      Promoção ativa da cultura e práticas de combate ao assédio, discriminação ou intimidação através da
      realização de sessões de sensibilização/formação e pela a divulgação de documentos acerca do tema de interesse geral em área especifica na intranet e netp@
      ILIND, Direção de Recursos Humanos, Direção de Marketing, Reitorias e Administrações Adjuntas 1º semestre 2022
      Consciencializar a Comunidade Académica para a importância desta temática Assegurar a divulgação do Plano de Igualdade e Diversidade nos sites institucionais das Instituições do Grupo Lusófona Direção de Marketing, Reitorias e Administrações adjuntas 1º semestre 2022
      Incluir o temas da Inclusão e da Diversidade na agenda de formação das Instituições de Ensino do Grupo Assegurar a capacitação e mobilização da comunidade académica para as sessões de formação/sensibilização obrigatórias e voluntárias ILIND, Direção de Marketing, Direção de Recursos Humanos e Reitorias e Direções de UO Final 2022
      Adoção do Código de Conduta das Instituições de Ensino Superior do Grupo Lusófona em matéria de Igualdade e Diversidade Garantir a redação e a adoção do Código de Conduta das Instituições de Ensino Superior do Grupo Lusófona em matéria de Igualdade e Diversidade ILIND e administração 1º semestre 2022
      Criação de Manual de Boas práticas Garantir a criação do Manual de Boas práticas em matéria de igualdade e diversidade a ser incluir com anexo quer ao Manual de Acolhimento de novos Docentes, como ao kit informativo a disponibilizar a elementos do Pessoal Não Docente e Estudantes ILIND
      Direção de Recursos Humanos
      Serviços Académicos
      Final 2022
    PRR